expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Eu contesto

Parece que há quem faça anos hoje. Tal como há pessoas que fazem anos amanhã, sábado ou daqui a um mês. Mas hoje é importante. Porquê? Porque a TVI o diz e eu gosto sempre de me guiar por aquilo que a TVI diz. Ontem estava a ver o telejornal - que é a hora sagrada cá em casa (ou no caso da TVI, as horas) - quando vejo uma reportagem sobre o aniversário do Ronaldo seguida de um "é o melhor jogador de sempre e ninguém o pode contestar". Ora eu, até posso estar errada, mas contesto. Então agora os jornalistas da TVI dizem-me o que posso ou não contestar? Deixámos de ser todos charlie e eu não me apercebi? Não posso contestar que o Ronaldo não é o melhor jogador de sempre? Não posso afirmar que, de todos os que tive o prazer de ver o jogar, o Figo é aquele que elejo o melhor português de sempre? 

Mas voltando ao que realmente (não) interessa - o aniversário do Ronaldo. Sinto que estamos a celebrar pouco o aniversário do incontestável melhor de sempre. Uma transmissão de 24 horas na TVI 24 sobre o incontestável melhor de sempre não me chega. Onde estão os cortejos? Onde estão o Somos Portugal e o Portugal em Festa?

incontestável melhor de sempre já é mais relevante para o nosso país do que foi Luís de Camões. Camões escreveu um mísero livro sobre os feitos dos portugueses em dez cantos com 8816 versos decassílabos e sempre com o mesmo esquema: ABABABCC. O incontestável melhor de sempre dá pontapés numa bola, faz umas fintas, ganhou uns quantos prémios e diz que a selecção é uma m**** quando não consegue passar a fase de grupos no mundial (um capitão exemplar como já não há). A 10 de junho celebra-se o dia de Portugal, dia esse que coincide com o dia de Camões. Então Luís de Camões por escrever um livro tem direito a feriado e o incontestável melhor de sempre não? Em que mundo injusto é que vivemos? Ninguém se revolta? Há revoltas porque os medicamentos da Hepatite C não chegam aos pacientes, mas quando chega a hora de nos revoltarmos contra coisas que realmente interessam, ninguém é capaz de dar o primeiro passo.

Proponho que, de hoje em diante, o dia 5 de fevereiro seja proclamado feriado internacional para que o aniversário do incontestável melhor de sempre possa ser devidamente celebrado por todas as pessoas. É o mínimo que podemos fazer pelo incontestável melhor de sempre. 

Sem comentários:

Enviar um comentário