expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 22 de fevereiro de 2015

O péssimo marketing da sagres

Hoje fui ver o Sporting. Sim, eu sei que é estranho. Eu própria tenho tendência a repelir qualquer associação com o dito clube, mas quando me apresentam propostas gratuitas eu aceito. Se é para ver a bola chamam-me que eu sou companhia garantida nem que seja para um Leiria vs. Fátima (a menos que o Benfica jogue a essa hora). 

Na minha vida inteira fui ver três jogos do Sporting. Um para a Liga Europa há uns quatro anos, um na Luz e outro hoje. Por sorte foi exactamente hoje que o Marco Silva deixou o meu jogador preferido do Sporting (o Adrien já que o Shikabala não conta) no banco e o jogador que mais odeio (o Nani) faz um jogo péssimo mas é eleito homem do jogo porque marcou um golo. Isto quer dizer que ontem o Eliseu foi o homem do jogo?

Passando ao que interessa. Vou cortar relações com a Sagres. Não é que tenha qualquer tipo de relação com a marca, até porque não gosto de cerveja. Para resolver esta situação, estou tentada a ir ao café pedir uma Sagres e beber só um bocado. Deixo o resto como forma de protesto e para o pessoal da Sagres ver que não é só o Bruno que está chateado com eles. A diferença é que o Bruno está a fazer birrinha porque eles chamaram frango ao seu estimado Rui Patrício. Eu estou chateada pela não-continuação da acção de marketing. Não ia à espera de ver um grande jogo, mas um frango do Rui Patrício calhava bem. Tendo em conta que o Gil Vicente fez - se as contas não me falham - zero remates à baliza, seria complicado arranjar material para um novo vídeo. Mas as pessoas precisam de ter sempre um plano B. Assim sendo, não teria ficado nada mal à Sagres levar uns frangos assados e distribui-los pelas 42 mil pessoas que estavam em Alvalade. Era uma boa campanha promocional e os sportinguistas (e eu) ainda ficavam com a barriga cheia. 

P.S. Estavam 42 mil pessoas em Alvalade porque os sócios tinham bilhetes grátis e os que têm gamebox podiam levar acompanhante. 90% das pessoas que estavam no estádio não pagaram nada, tal como eu. Não quero que ninguém fique a pensar que se enchem estádios em Portugal para jogos destes!

Sem comentários:

Enviar um comentário