Não estávamos todos para o mesmo?

00:05


Vou começar por dizer que me abstenho de comentários à situação do adepto que foi agredido em frente ao filho em Guimarães. Porque é que me abstenho? Porque ridículo é a melhor palavra que me ocorre para descrever os vídeos que vi e sei que não é o termo mais adequado. Assim sendo, e possivelmente porque tenho um vocabulário bastante diminuto, deixo esse assunto para os tribunais.

O que posso comentar foi aquilo que vi. Esperei uma vida inteira para ir ao marquês. No ano passado consegui a proeza de não estar em Lisboa no fim de semana do 33.º e este ano fiz questão de ficar na capital este fim de semana. O jogo correu mal e estava-se mesmo a ver que ia acabar pior. Felizmente o Belenenses deu-nos o título. 

Acabei de ver o jogo, jantei e rumei ao marquês. O clima? Animação. Curiosamente vi muito poucas pessoas bêbedas mas vi imensas a festejar. Estávamos ali todos para o mesmo. Ou talvez não estivéssemos. 


Como em todo o lado há pessoas que não merecem o que têm. Neste caso, há pessoas que não merecem pertencer a este clube que é o maior do mundo. As imagens do Benfica campeão correm sempre o mundo e são absolutamente estonteantes e este ano o que é que fica? Um final de festa completamente estragado. Como é que as pessoas se comportam das 20h00 até à 01h30 e depois decidem estragar a festa daqueles que, como eu, estavam simplesmente a gritar pela equipa? Como é que alguém pode desrespeitar daquela forma o hino do clube? A mim, e a qualquer benfiquista que se preze, estas pessoas metem-me nojo.

Mas o que mais me choca não é a atitude dos adeptos. Pessoas estúpidas existem em todo o lado, mas os polícias? O que eu vi dava para um filme. Para minha "sorte", estava exactamente no local onde ocorreram os primeiros desacatos. Será que os polícias que bateram a todos quantos lhes apareciam à frente tinham noção da quantidade de crianças e idosos que estavam no local? Será que, como eu, viram pessoas de muletas que estavam ali só a apoiar o clube e os jogadores? É assim que a polícia deve agir face a desacatos? Vamos entrar numa era em que dar tiros em adeptos é aceitável? Citando o nosso capitão, que tentou sem êxito acalmar os presentes: "o Benfica não é isto, o Benfica não é violência". Não há possível explicação para o que eu vi ontem no final de festa no marquês.


Curiosamente, também não há palavras para o que vi antes do fim da festa. Na televisão vê-se muito melhor, percebe-se muito melhor, mas não é nada comparado ao que se sente em pleno marquês. Gritar pelo clube durante horas, ver ex-jogadores de classe mundial como Aimar, Saviola, David Luiz, Matic ou Di Maria a parabenizar a equipa que também já foi deles, esperar até às tantas pelos jogadores mesmo quando temos de ir trabalhar no dia seguinte são coisas que fazemos por amor ao clube e era isso que estava no marquês ontem: amor... até alguém o tentar transformar em ódio. Lamento imenso mas para o próximo ano estamos lá a festejar o tri!

Relacionados

0 comentários