expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 30 de junho de 2015

Hoje é dia de final

Sim, temos uma selecção portuguesa de regresso a uma final de um europeu. Só sei isto porque vejo os noticiários na RTP. Acredito que os restantes canais estejam a falar da nova possível contratação do Benfica ou do novo escândalo do Sporting. São opções. Mas realmente irrita-me que, quatro jogos depois, o único microfone que continua a ser visto nas conferências de imprensa da selecção seja o da RTP. A selecção A, que é miséria atrás de miséria, merece horas e horas nas televisões portuguesas cada vez que joga, os sub-21 (com muitos jogadores melhores que os da equipa principal) não merecem nada. Porque dar 5-0 à Alemanha sub-21 é muito mais simples do que perder por 4 contra a selecção principal.

A sorte é que de cada vez que se ganha alguma coisa, este país enche-se de orgulho. É uma felicidade geral. E se os miúdos perdem? Não interessa. Ninguém está verdadeiramente interessado, a não ser aquelas pessoas que dão tanta importância a esta selecção como à outra. Vamos então trazer o título para cá, pode ser? Não é que me deixe especialmente feliz, mas já sinto falta do facebook com mensagens de pessoas a congratularem uma selecção que desconhecem!

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Não ligo muito ao futebol fora das quatro linhas. São dramas atrás de dramas, sobretudo no verão. Não há campeonato e portanto as notícias escasseiam. No entanto, hoje veio a público um ponto do acordo de rescisão entre o Sporting e Marco Silva que me apraz comentar.

Falei da ida do JJ para a concorrência (concorrência do Braga e Guimarães porque a única concorrência do meu clube são os nortenhos) mas não falei de Marco Silva e já está na hora de o fazer. Pensava que o ia fazer quando o LFV o contratasse para suceder ao JJ, mas LFV nunca foi um presidente capaz de arriscar dessa maneira.

Mas não é para falar do Benfica que aqui estou. Marco Silva foi para o Sporting numa altura extremamente complicada. Não tinha os melhores do mundo e mesmo assim conseguiu pôr o clube do Campo Grande a jogar como já não o fazia há anos. Venceu uma Taça de Portugal. Sete anos depois os adeptos voltaram a festejar qualquer coisa. Não foi o campeonato, mas será assim tão fácil vencer um campeonato no Sporting? Vejamos o que faz JJ. 

Agora o acordo dá direito ao ex-Estoril a um ano de ordenado (cerca de 500 mil euros, muito abaixo dos milhões que JJ vai receber) e diz que não pode treinar nem Benfica nem Porto durante determinado período de tempo. Mas que raio de palhaçada é esta? Marco Silva é um dos melhores treinadores deste país e é assim que é tratado? Despedido com "justa causa" porque o presidente é uma criança e quer "roubar" o treinador do adversário?

Estou para ver a "aposta na formação" que o JJ vai fazer e mais quantos irão recusar juntar-se a ele nos rivais da segunda circular. Quem sai pior disto tudo é Bruno de Carvalho que se comportou como uma criança e mostrou, mais uma vez, ser uma pessoa de nível muito baixo. E queixava-me eu do Pinto da Costa...

domingo, 21 de junho de 2015

Jogadores com mais que nota artística

Toda a gente é capaz de citar uns quantos jogadores daqueles mesmo bons que passaram pelo Benfica. Alguns já com nome (como o Aimar ou o Saviola ou mesmo o Jonas e o Júlio César) e outros bem menos conhecidos (como o Matic ou o Di Maria). Muitos deles figuram da lista dos meus jogadores preferidos de sempre, seja porque jogam verdadeiramente bem, ou simplesmente porque simpatizo com eles.

Hoje faz anos um desses jogadores, um daqueles que pretence às duas categorias. Um grande jogador (com os seus momentos menos felizes, obviamente) e que eu adoro (e os que me conhecem sabem-no bem). Médio defensivo, defesa central, a dar uma ajuda ao ponta-de-lança, a fazer piretes ao Luisão... Já sabem de quem estou a falar, certo?


Nada mais nada menos que o melhor jogador do Euro 2004: Konstantinos Katsouranis. Com 36 anos e actualmente no Atromitos de Atenas, o grego continua a dar o seu ar de graça pela selecção e sabe-se lá até quando vai jogar.

Chegou ao Benfica em 2006, jogou no lugar de médio defensivo (que agora pertence ao compatriota Samaris) ou a defesa central se fosse preciso. Chegou a capitanear o Benfica por diversas vezes e é, a meu ver, um daqueles jogadores que merecia ter festejado um campeonato, merecia ter ido ao Marquês. Não aconteceu, mas os benfiquistas mostraram que gostam realmente dele no ano passado, quando voltou à Luz pelo PAOK e foi expulso. Quem não se lembra da Luz toda de pé a aplaudir? Isso faz-se aos melhores. Felizmente temos muitos desses para aplaudir!



Katsouranis é expulso e aplaudido de pé na Luz
Quem se lembra?No jogo Benfica - PAOK, Katsouranis foi expulso... e aplaudido de pé pelos benfiquistasNo vídeo está a expulsão de Katsouranis + o golaço de Gáitan à Panenka
Posted by O Camisola 10 on Sexta-feira, 20 de Junho de 2014

Já vendemos a águia?

O Jonas vai para a China, o Lima vai para a China, o Maxi para o Porto, o Gaitán para metade dos clubes deste mundo, o Salvio também. Com isto tudo os únicos que os jornais desportivos não "vendem" são os adeptos (ainda).

Eu até entendo estas notícias. Em época de férias das competições de clubes e sem mundial ou europeu é normal que não existam tantas notícias, mas pelo menos sejam originais. A história do Gaitán é a mesma todos os anos. Parecendo que não, cansa ouvir sempre o mesmo. Inventem lá uma notícia em que compramos o Messi e vendemos o Eliseu por 50 milhões ao United ou assim. 

quarta-feira, 17 de junho de 2015

A mudança de táctica do Sporting

Com a chegada de Jorge Jesus muita coisa vai mudar no Sporting, desde logo o 11. Portugueses estão excluídos (tirando o William e o Adrien que o JJ pensa que são estrangeiros pelo nome) e lugares mudam todos. 

Vejamos o que JJ idealizou para o Sporting:




Quando o Éder se arma em jogador

Assim que vi o "11" de Portugal eu avisei:


Pode parecer que tenho uma bola de cristal. Não. Sou só sarcástica. Digo isto sempre que o Éder joga. Mais ou menos como disse ontem quando o Coentrão saiu lesionado para dar o lugar ao craque Eliseu. Felizmente para a selecção e infelizmente para mim, esgotaram-se as piadas do Éder. Já não tenho tantos golos marcados na selecção como o Éder e o Éder já não tem menos golos que o Makukula. Estou especialmente chateada por esta última piada ter perdido a veracidade já que me permitia relembrar esse astro da bola que passou pelo Benfica.


Mas não se enganem. Este Éder disfarçado de jogador de futebol esteve sempre lá. No Braga até marca regularmente. O problema é o nome. No Braga é Éderzito e na selecção é só Éder. É por isso que é um jogador diferente. Problemas de identidade, está claro.

Preparem-se adversários. Agora que o Éder começou a marcar já não pára até atingir a média de 3 golos/jogo. Está perto. Tem actualmente uma média de 0,0555556 golos/jogo. Números incríveis para um ponta de lança e pouco abaixo dos 0,25 golos/jogo que o Makukula tem na selecção. Bora Éder, estamos contigo!

terça-feira, 16 de junho de 2015

Trocadilhos à la Teresa Guilherme

"Um passado de glória, um futuro de vitória"


Sabem porque é que o LFV não voltou atrás na decisão de contratar Rui Vitória em detrimento de Marco Silva? Porque estamos a conter os gastos. Isso e porque Silva é um apelido fraquinho para fazer trocadilhos.


sábado, 13 de junho de 2015

Estamos mal... em tudo

Há por aí muita gente que diz que em Portugal só queremos saber é do futebol, ou da "bola", como lhe chamam geralmente essas pessoas. Penso que ao poucos tem sido feito um esforço no sentido de mudar isto. Para não darmos tanta importância à bola, a selecção mudou de táctica. Deixou de ser aquilo que era na era Scolari para passar a jogar mal. E não se pense que foi um processo fácil, longe disso. Para passar daquilo que se fazia em 2004 para o que se faz hoje em dia, houve um difícil processo de renovação da selecção, renovação essa maioritariamente má.

Tendo em conta a nossa situação económica, acho que faz sentido que Portugal pratique um mau futebol. Assim somos maus em tudo. Se há algo de que não nos podem acusar é falta de coerência. Nem de falta de coerência, nem de falta de aposta nos melhores jogadores que temos. É por isso que Eliseu, Nani, Danny, Bruno Alves e afins continuam a jogar em detrimento de José Fonte, Pizzi, William, Adrien e afins. 

Uma selecção de topo mundial (como a FIFA acha que somos) talvez não devesse temer a poderosa Arménia. Mas aqueles jogadores da liga armena, segunda liga russa e liga ucraniana são perigosos. E tornam-se ainda mais perigosos quando temos, servindo-me de uma frase de um famoso vídeo da Sagres, frango servido em Yerevan.

A minha proposta para terça, no jogo frente à Itália, é que mantenham a táctica do "passa a bola ao Ronaldo". E mantenham-na por muito tempo. Pelo menos até ele conseguir andar. Quando ele só se mexer com ajuda de muletas acabamos com isto da selecção.

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Fora de jogo

Hoje venho provar que consigo mudar mentalidades. Hoje faço um teste de conhecimento futebolístico a alguém que me ouve falar da bola constantemente. Hoje provo a mim mesma que talvez eu não seja assim tão ouvida...

O que se segue é um conjunto de dez questões sobre a bola feitas à Maria do blogue Get Up, Make Up. Ela prometeu-me que não ia fazer qualquer tipo de pesquisa e ia apenas responder-me com a sua vasta cultura geral no assunto. Ora vejamos...

1. O que é um fora de jogo?

É quando a bola sai para fora do campo não?
(claro, como quando o Sergio Ramos atirou aquela bola para a lua, por exemplo)

2. 442 ou 433? Qual é a melhor solução para a selecção?

433.
(E optou por não responder à pergunta porquê)

3. Tendo em conta os convocados para o jogo com a Arménia, qual o melhor onze que podemos ter? 

Guarda Redes: Rui Patrício 
Defesas: Bruno Alves; Coentrão; Cédric; Daniel Carriço 
Médios: João Moutinho; William Carvalho; Tiago 
Avançados: Éder; Nani; Ronaldo
(se o Éder é opção para alguém que diz que um fora de jogo é quando a bola sai do campo, então é porque O ÉDER NÃO É OPÇÃO. Por outro lado esta táctica de jogar só com um central parece-me boa)

4. Cinco jogadores do Benfica, cinco do Porto e cinco do Sporting, consegues?

Sporting: Rui Patrício, William Carvalho, Nani 
Benfica: não sei 
Porto: não sei 
(poderá ser mera semelhança, mas estes três jogadores estão também presentes nos convocados da selecção, que eu lhe deixei ver. E o Nani já foi à vida)

5. Qual é o melhor onze de sempre?

Figo; Coentrão; Messi; Zidane; Beckham (porque é todo jeitoso); Ricardo; Laranjeiro (porque é daqui); Cardozo; Katsounaris (ri-te); Nani; Feher
(Eram precisas mais adaptações neste onze do que aquelas que o Jorge Jesus fez nos seis anos que esteve no Benfica)

6. Quem são os treinadores dos três grandes?

Benfica: supostamente não tem
Sporting: Jorge Jesus 
Porto: lotopegi (?)
(e entretanto o Lopetegui já vem a caminho desde o Porto para distribuir mais porrada...)

7. Qual é a diferença entre a Taça da Liga e a Taça de Portugal?

Não faço ideia da diferença entre as taças, será o tamanho? (estou a gozar)

8. Quais os cinco países mais bem classificados no ranking da FIFA?

Os países? Julgo que Portugal ( somos os máiores), Alemanha, Brasil, talvez Argentina, e Espanha? 
(3/5... Nada mau)

9. Onde se vai realizar o mundial de 2022 e em que datas?

De 2022? Não faço ideia.
(Nesta fase é possível que já nem a FIFA faça ideia)

10. Quando é que há canto e quando é que há pontapé de baliza?


Penso que o pontapé de baliza seja quando o atacante passa a linha da baliza e o canto é quando a bola passa a linha do canto (penso)
(o que é a linha de canto? Aquele quarto de círculo que há nos cantos?)

É possível que seja por coisas destas que eu não tenho muitos amigos...

sábado, 6 de junho de 2015

Temos pena, Pirlo!

Era mesmo só isto. Dá-me sempre um gozo especial ver as equipas do Pirlo perder. Tinha-lhe o maior respeito até às meias finais da Liga Europa do ano passado, mas a partir daí fico feliz sempre que ele perde. Não tanto como no final do jogo com o Benfica no ano passado, mas felicidade é felicidade...

Pena o Chielini não ter jogado, de certeza que tornava a final da Champions mais interessante.


quinta-feira, 4 de junho de 2015

Quem ganha é o humor

Sou a favor do humor. Sempre. Em tudo. E o futebol vai ficar mais bem humorado com a junção de Jesus e Bruno de Carvalho, o Presidente que repudiava a maneira de falar do treinador.

Ainda se lembram da altura em que o Benfica foi levado ao colinho e os adeptos do Sporting odiavam JJ de morte? Eu também me lembro. Foi há quê? Um dia?

Já foi tanta coisa dita que a única coisa que me apraz dizer/mostrar é isto: ah! A coerência!


Isto e destacar as semelhanças entre JJ e Diogo Morgado. Ambos passaram de Jesus a Diabo (ou Judas, como preferirem) num curto espaço de tempo. Curiosamente o Diogo Morgado só teve bons resultados no primeiro papel. Esperemos que seja um sinal.  

quarta-feira, 3 de junho de 2015

As novelas da bola

Cheguei a casa, vinda da aula, e qual não é o meu espanto com a novela que está nas redes sociais. Então Jesus vai trocar o Benfica pelo clube que não ganhava nada há sete anos? Ele bem dizia que chegado ao topo não queria descer. Passar do campeão nacional para o Sporting é que é subir na vida. É como ser um empresário de sucesso mas despedir-se para ir varrer ruas (sendo que varrer ruas é um trabalho mais digno do que treinar o Sporting).

Caso venha a acontecer (e eu duvido), juntem o Bruno e o JJ nas conferências de imprensa. E tragam o Marco Silva para o Benfica que eu sinto-me mal a ver o homem com o sonho de treinar a equipa do coração sem ser concretizado.

Por falar em Marco Silva, há algum sportinguista que me consiga dar uma boa razão para ele ser despedido? Ele é má pessoa? É que não pode ser por ser mau treinador. A menos que o Bruno queira mesmo alguém que pratica milagres. Não acredito que Jorge Jesus seja a solução, mas não custa vender o estádio e o pavilhão ainda não começado para tentar perceber isso.

Os "fãs" pedem... e eu faço

Rita Pereira (uma rapariga com o mesmo nome da actriz, mas bastante mais talentosa que ela), possivelmente a única pessoa que se ri das minhas piadas porque não convive diariamente comigo, pediu-me que analisasse a letra da música (?) "Girl From Sweden" do cantor (?) sueco Eric Saade. Eric Saade é "conhecido" do público pela participação no Festival Eurovisão da Canção 2011 onde alcançou o 3.º lugar com uma música cujo refrão era o seguinte:

"I will be popular
I will be popular
I'm gonna get there
Popular.

My body wants you girl
My body wants you girl
I'll get you when I'm popular"

Ah! Até me revigora a alma tanta profundidade. Este ano regressou ao Festival da Canção sueco (que é bastante mais interessante que o português), com "Sting", uma bela canção (?) com versos como "It's gonna sting so bad, it's gonna drive you mad" e "I knew you before you were a cool kid, so screw you". Agora que já perceberam que a qualidade literária reina para estes lados, apresento-vos "Girl From Sweden": 


"She got eyes like a tiger, tiger
got a heart of a lion, lion
she's hotter than fire, fire
got me hooked with a la la la la la la

Like cherry, cherry
she's sweeter than candy, candy
I ain't dumb but I'm ready, ready
for a little bit of la la la la la la

I've been around the world a lot of girls
wanna get down with me
still I can't wait till I return
to the one that's meant for me

Spend a weekend in Paris
already leaving
Off to Miami
high like a ceiling
high like a ceiling

Spend a weekend in Paris
already leaving
Off to Miami
high from the feeling
I'm so high from the feeling

I got a girl from Sweden
I gotta, I gotta, I gotta girl from
I gotta, I got a a girl from Sweden
I gotta, I gotta, I gotta girl from
I gotta, I got a a girl from Sweden

Hey brother, brother
listen up when I tell ya, tell ya
she's not like the others, others
got me drunk on her la la la la la love

It's funny, funny
she's all over my body, body
I gotta make her my honey, honey
tonight we gon' la la la la la la (yep)

I've been around the world a lot of girls
wanna get down with me
but still I can't wait till I return
to the one that's meant for me

Spend a weekend in Paris
already leaving
Off to Miami
high like a ceiling
high like a ceiling

Spend a weekend in Paris
already leaving
Off to Miami
high from the feeling
I'm so high from the feeling

I got a girl from Sweden
I gotta, I gotta, I gotta girl from
I gotta, I got a a girl from Sweden
I gotta, I gotta, I gotta girl from
I gotta, I got a a girl from Sweden

I got a girl from Sweden

Spend a weekend in Paris
already leaving
Off to Miami
high like a ceiling

Spend a weekend in Paris
already leaving
Off to Miami
high from the feeling
I'm so high from the feeling

I got a girl from Sweden
Sweden

I gotta, I gotta, I got a girl from
I gotta, I got a girl from Sweden
I gotta, I gotta, I got a girl from
I gotta, I got a girl from Sweden

I got a girl from Sweden
I got a girl from Sweden
ooh"

Comecemos pelo princípio. O Eric Saade conhece uma rapariga com os olhos assim:


Não conheço nenhuma rapariga sueca, mas das celebridades que já vi, nenhuma me pareceu ter os olhos amarelos. Não será assustador passar na rua e ver alguém com estes olhos? 

Mas atenção. Ela não tem só os olhos como um tigre. A palavra tigre é repetida duas vezes. Já vi tigres e sei que possuem dois olhos, portanto a repetição desta palavra leva-me a concluir uma de duas coisas:
  • Ou a rapariga tem o dobro dos olhos de um tigre: quatro;
  • Ou na Suécia os tigres são ciclopes e portanto a rapariga tem dois olhos (mais uma vez o dobro daquilo que terá um tigre sueco)
Não só a rapariga tem olhos de tigre, como também tem coração de leão. Neste caso, a repetição da palavra leão só nos pode levar a concluir que a rapariga tem dois corações. Matemática à parte, sou só eu que sinto necessidade de arranjar um nome para esta rapariga? Uma mistela entre um peixe e uma mulher é uma sereia, uma mixórdia de touro com o homem é um minotauro, mas não encontro qualquer tipo de indicação para o que possa ser uma mulher com corações de leão e olhos de tigre. Parece-me que a mitologia nórdica precisa de uma revisão.

"Got me hooked with a la la la la la". O que é um/a "la la la la la"? É que mais tarde ele diz estar pronto para um pouco de "la la la la la" e que esta noite vai "la la la la la". Ou "la la la la la" tem muitas variações e pode ser usado como verbo e nome, ou a letra não faz sentido. É claramente a primeira opção que está correcta. 


Avançamos na música (?) e percebemos que ele esteve no mundo inteiro. Que nota tiveste tu a Geografia, Eric? O mundo todo não é Suécia, Paris e Miami. Nem em todos os continentes estiveste e falas-me em mundo? 

"she's not like the others". Claro que ela não é como as outras. Pelo menos como eu não é. Não tínhamos já concluído que ela é uma criatura mítica ainda sem designação? "She's all over my body" é um verso que exprime medo, certo? É que ter alguém com corações de leão e olhos de tigre em cima é capaz de não ser agradável.

E com isto concluo a minha (preciosa) análise. Análise essa que me fez ouvir esta música (?). O que uma pessoa não faz pelos "fãs".

Pequena reflexão sobre a vitória do Sporting

O mundo vai acabar em breve. Num espaço de dias, o Sporting ganha um título e o Blatter despede-se. É provável que a decisão do ex-presidente da FIFA tenha sido causada pelo Sporting. Quem sabe se Blatter não disse um dia "demito-me quando o Sporting ganhar um título"?

Mas importa referir as coisas importantes desta Taça de Portugal. A mais relevante parece-me sem dúvida a felicidade de Marco Silva. Está na cara que o treinador dos leões é o maior sportinguista que conhecemos. Na recepção na Câmara de Lisboa, os adeptos entoavam o típico cântico "e quem não salta é lampião" e todos saltavam menos Marco Silva. Tive pena dele. Pena que não tivesse ido ao marquês celebrar o campeonato que a sua equipa do coração venceu, mas não se pode ter tudo. Ainda em relação a estes cânticos: descansem porque nós e as nossas três taças desta época estamos a morrer de inveja vossa!

Já pararam para pensar naquilo que alcançaram nas vossas vidas enquanto o Sporting ficava a zeros, época atrás de época? Tentei explicar aos meus pais isto, mas eles continuam a dizer que eu não faço nada, mas vejamos tudo o que fiz nestes sete anos:

  • Acabei o 9.º ano
  • Fiz o secundário
  • Mudei-me para Lisboa
  • Licenciei-me
  • Acabei (quase) uma pós-graduação
Mas parabéns ao Sporting. De vez em quando também gosto de ver as equipas mais pequenas no topo.