Maxi: eu mandava-te à m*rda...

17:13

Importa referir que, é perfeitamente compreensível esta atitude de trocar o Benfica pelo Porto. A minha mãe hoje perguntou-me o que é que eu faria se trabalhasse no Benfica e o Porto me fizesse uma proposta muito mais apelativa financeiramente. Disse-lhe que ficava no Benfica. Toda a gente sabe que ninguém nesta vida se deve reger pelos meus ideais. Neste ponto penso que Maxi tomou a decisão certa. E, claro, dois milhões de euros por ano não dão para nada. Ainda tínhamos o uruguaio nas filas do banco alimentar contra a fome para dar comida aos quatro filhos.

Agora a sério... Maxi Pereira foi um dos jogadores mais importantes do Benfica nos últimos oito anos. Chegou a envergar a braçadeira de capitão. Hoje foi oficializado pelo nosso maior rival. Se custa? Custa. Muito mais do que a traição de Jesus. De Jesus nunca esperámos muito enquanto pessoa já que este sempre se achou mais importante que o clube que treinava, mas o Maxi? Aquele que era um dos meus preferidos do plantel? Aquele que sempre defendi mesmo sendo o maior caceteiro do clube? Não esperava.

Vejo muitos a agradecer-lhe. Eu não agradeço. O que havia para agradecer já foi feito sob a forma de dinheiro já que é a única coisa que interessa ao uruguaio. Se foi importante para o Benfica? Foi. Se vai ser fácil substituí-lo? Não. Não me venham com o típico "o Benfica não é um homem", que por muito verdade que isto seja, não há NINGUÉM no nosso plantel capaz de substituir o Maxi nem a curto nem a longo prazo. 

O mais triste disto é que o Porto nem se apercebeu da má contratação que fez. Maxi pode ser bom jogador (isso ninguém lhe tira), mas já tem 31 anos e assinou contracto para quatro anos a receber 4 milhões por ano. O único que saiu verdadeiramente a ganhar com isto foi o uruguaio, mas o poço de petróleo descoberto há pouco no Porto cobre isto e muito mais.

Se lhe desejo sorte? Não. Desejo que faça as piores exibições da vida dele ou que se lesione na pré-época. Sou má pessoa, mas não trocaria o meu clube por dinheiro nenhum deste mundo usando a minha família como desculpa.

P.S. Só para completar o título do post: ... mas tu foste sozinho.

Relacionados

0 comentários