O cretino vs. Mr. Burns

16:57

Toda a gente sabe que adoro uma boa discussão entre entidades do futebol. Bruno de Carvalho também adora. O problema é que Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira nunca o convidam para essas discussões. Não podendo discutir com os grandes, Bruno de Carvalho fá-lo com os pequenos.

João Gabriel, ou Mr. Burns, é o único que ainda se dá ao trabalho de responder ao presidente do Sporting. João Gabriel é o responsável pela comunicação do Benfica. Não sei quanto é que pagam ao Mr. Burns, mas se precisarem de alguém para o susbtituir eu não me importo. Sou fenomenal a insultar o presidente do Sporting. Faço-o todos os dias gratuitamente e arranjo nomes bem melhores que "cretino". Ainda por cima tenho um curso de comunicação e tudo. Sou a candidata ideal para quando João Gabriel for despedido. Mas não quero ser o Mr. Burns. Sou mais parecida ao Homer. Só me faltam uns quilos, gostar de cerveja e ser careca.

Há aquela ideia de que os Benfiquistas são todos zé povinhos. João Gabriel tem um grave problema. Não há zé povinho que se preze que chame "cretino" a alguém. Zé povinho que é zé povinho, no mínimo, insinua que a mãe do ofendido pratica uma actividade profissinal isenta de impostos. Assim sendo, João Gabriel, a ser Benfiquista, contraria um fundamento mais antigo que a fundação do clube.

Depois vem Bruno de Carvalho e chama atrasado mental a João Gabriel. É possível que o seja, até pela forma como gere a comunicação do Benfica. Mas felizmente não acusa outros clubes de atitudes miseráveis perante o seu antigo treinador, quando fez pior. Ainda se lembram do Marco Silva? Eu lembro. E lembro-me que conquistou uma Taça de Portugal com muito menos recursos do que aqueles com que Jorge Jesus conquistou a Supertaça. Se bem que, agora que penso nisto, talvez Jorge Jesus já tivesse o seu cérebro em alvalade (ou, mais precisamente, no Campo Grande) e apenas as ideias na Luz. Às tantas fomos bi-campeões só com as ideias e sem o cérebro. Felizmente as ideias este ano são as mesmas.

Falando em Jorge Jesus, tenho reparado em mudanças significativas na personalidade do treinador. Por exemplo, no Benfica entrava "em campo" com casaco mas passados poucos minutos já estava só com a camisa. No Sporting ainda não o vi fazer isso. Com frio ou calor conserva o casaco e a gravata até ao fim do jogo. Porque será?

Relacionados

0 comentários