expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Ainda não foi desta que D. Sebastião apareceu

Imagem: DN

Às vezes gostava que o D. Sebastião aparecesse mesmo. Por dois motivos: alguém tinha descoberto o remédio para viver toda a eternidade (ou, pelo menos, alguns séculos) mas, ainda mais importante, as piadas acabavam. Sempre que há nevoeiro há um engraçadinho que faz a piada do D. Sebastião. Sempre. Ontem na Madeira não foi excepção. O problema é que ele bem podia aparecer que ninguém dava por nada.

Quantas vezes é que isto já aconteceu? Ninguém sabe, mas foram muitas. É capaz de ser altura de a Liga arranjar uma solução.

O Porto deu 4 ao Sá Pinto. Curiosamente, com um jogo a menos, o Benfica tem o mesmo número de golos que o Porto.

O "Sulimani" marcou três golos. O Jonas, com um jogo a menos, tem mais dois golos marcados na Liga que ele.

Estamos fortíssimos.

Em ligas mais interessantes que as nossas, o Brendan Rodgers foi despedidio. Achava que este dia nunca ia chegar, mas chegou. Venha o Klopp.

O Van Gall está muito bem. Foi humilhado pelo Arsenal. Nem o Moyes conseguia tamanha proeza.

Falando em proezas, vamos tirar uns minutos para rir da cara do Mourinho. Dou-lhe até ao final do mês para ser despedido.

O Lewandowski continua fraquinho, também.

Sem comentários:

Enviar um comentário