Fora das quatro linhas

18:24

Há uma mania no futebol que me chateia: o "futebol" praticado fora das quatro linhas. Não é novo, mas ganhou novo alento desde que o Bruno de Carvalho assumiu a presidência do Sporting. Sendo eu adepta da bola, desprezo este senhor. E não é só por ser benfiquista. Este senhor tem um problema ainda mais grave que o Pinto da Costa. Enquanto o dirigente portista atacava o Benfica para defender o seu clube, Bruno de Carvalho ataca o Benfica porque, como qualquer criança que se preze, quer que lhe respondam. Felizmente, Luís Filipe Vieira não se dá a esse trabalho.

Durante muitos anos havia troca de palavras entre os presidentes do Porto e do Benfica. Continua a ser assim. Nenhum dos dois dá importância ao Bruno. Mas ele faz a festa sozinho. Confesso que não vi o fantástico programa da TVI24 onde o Bruno fez as acusações ao Benfica. Nem vi, nem vou ver. Mas tenho acompanhado com algum agrado o desenvolvimento deste "caso" dos jantares que o Benfica ofereceu aos árbitros. É engraçado que ainda hoje ouvi o Presidente do Marítimo a dizer que o clube oferecia camisolas personalizadas aos árbitros e o Pedro Proença a admitir que tem centenas de camisolas de clubes em casa. Aposto que são todas do Benfica e do Marítimo. Não me parece que mais algum clube dê presentes aos árbitros. A menos que seja uma fruta da época ou uns cafés com leite.

Depois vem o Benfica e responde com mais uma acusação ao JJ. 14 milhões. Um euro por cada adepto do Benfica. O advogado do treinador que, mais uma vez, fez uma campanha miserável na Champions diz que este número é ridículo, que o Benfica só tem 200 mil sócios e não pode ter tantos adeptos. Então os adeptos são todos sócios? Peço desculpa então. Não sabia que precisava de um cartão e de pagar 12€ por mês para ser adepta de um clube. Assim sendo, nunca mais me afirmarei como adepta do Benfica até arranjar uma cartão desses. Para mim as contas estão erradas por outro motivo. Os adeptos não podem valer todos o mesmo. Se eu, enquanto adepta, tenho o valor de um euro, o meu pai, no máximo, vale 0.10€ e a minha mãe 0.30€. Não somos todos iguais. Eu, que conheço todo o plantel do clube, não posso estar no mesmo patamar do meu pai, que só conhece o Luisão.

Fico à espera para saber qual a próxima jogada do Bruno. Certamente receberá mais uma denuncia anónima na qual terá uma confiança cega. Até lá, parece que ele vai ver o jogo em casa. Eu também. Mas eu vou ver na net, porque o meu pai recusa-se a ter qualquer canal de desporto cá em casa. Será que ele também vai ver na net ou tem Benfica TV?

Relacionados

0 comentários