expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

José Mourinho e a sua definição de fantástico

José Mourinho diz que está a passar uma fase "fantástica" da sua carreira. "Fantástica" foi o adjectivo usado pelo homem que, passados anos a viver em Inglaterra, ainda acha que think  se diz sink. Já o tinha dito há umas semanas e voltou a reforçar a ideia ontem, depois de perder na Taça da Liga Inglesa com o Stoke City. José Mourinho, nesta altura, perdia até para Rui Vitória. Ou para mim. Como se não fosse já suficientemente ridículo falar em fase "fantástica" com os resultados que o Chelsea tem tido, Mourinho ri-se e ainda diz "ah e tal amanhã estou de folga, tenho uma família fantástica e quinta vamos continuar a trabalhar como até aqui".  O que interessa é ter folgas e depois continuar a trabalhar como tem feito. Tem corrido tão bem, para quê mudar alguma coisa?


A verdade é que José Mourinho sempre teve a mania. Diz a minha mãe (que adora o homem) que ele tem razão para ter a mania. Terá? Esta época sem dúvida. Qualquer adepto quer ver o seu treinador com respostas arrogantes depois de perder 5341646 jogos seguidos. No dia em que o Rui Vitória começar a fazer isso, deixo de gostar dele... oh wait.

Uma menção honrosa também para o Arsenal. Não pode ser fácil perder para o Carlos Carvalhar e ser wednesday outra vez.

Sem comentários:

Enviar um comentário