Porque é que o regresso do Jorge Jesus é a melhor notícia que podíamos ter

Benfica julho 17, 2020
Não me interpretem mal. Enquanto benfiquista, estou simultaneamente feliz e chateada com este regresso. Feliz porque há 5 anos que isto de ser do Benfica não me envaidecia, aos mesmos 5 anos que não tínhamos a genica que a qualquer engrandece e, ainda pior, há 5 anos que não era de um clube lutador que nunca encontrou rival neste nosso Portugal. Com Jorge Jesus que, recorde-se, foi expulso do clube há 5 anos, sou capaz de voltar a envaidecer-me.

Estou também chateada porque sei que, apesar de todas as qualidades enquanto treinador (que já tinha há 5 anos, quando foi expulso do clube porque "não tinha a dimensão europeia" que o Benfica pretendia e alcançou com o Rui Vitória), Jorge Jesus é uma pessoa de quem eu não gosto especialmente por se achar maior que o clube que treina. Ora, ninguém é maior que o Benfica. Talvez o Taarabt, vá, mas, tirando o rei argelino, ninguém.

Dito isto, aproveito só para esclarecer que o importante é ganhar, mas também é mandar o presidente que mandou o Jorge Jesus embora em 2015 para fora do Benfica. Depois o novo presidente trata do contrato vitalício.

Mas então porque é que este regresso é excelente para a população portuguesa em geral? Porque vamos voltar a ter conferências de imprensa do génio da língua portuguesa nos noticiários nacionais. Não é absolutamente maravilhoso? É, eu sei. Acompanhem-me numa viagem pelas mais míticas frases de JJ de seguida.

"O relvado é tipo, tipo, um tipo .. Não sei que tipo é porque não sou especialista em tipos de relva"

"Eu recordo grandes recordações"

"Quanto mais experientes a gente estejamos, mais conhecimento tamos"

"O meu inglês ainda é um inglês de praia"

"Eu não tenho capacidade para essas capacidades" 

"O importante é o todo, não é a soma das partes"

"Oitchentcha e otcho"

"Põe as mãos mais curtas"

"Isso é uma pergunta 1 em 2"

"Há dois extaterrestes no futebol português: Ronaldo e Messi"

"Vocês os três façam aí um quadrado"

Se tudo correr bem, ficamos com uma equipa espanhola na Chemps, para podermos ouvir JJ falar espanhol.

Ah, as saudades que eu tinha tuas, JJ.

8 dicas incríveis para teletrabalho

covid julho 15, 2020
Se eu já regressei ao trabalho pessoalmente? Sim e, por isso mesmo, parece-me o momento certo para publicar isto porque as plataformas digitais vivem do timing, mas eu sou bué alternativa e essas cenas todas. Passei mais de dois meses em teletrabalho e creio-me dotada de sabedoria suficiente para partilhar as minhas melhores dicas para trabalhar a partir de casa.

1. Trabalhar de pijama ou fato de treino

Quem diz que nos devemos vestir como se fosse um dia de trabalho normal não conhece o conforto de umas calças de fato de treino. Não sou defensora de pijama, mas sou ávida defensora da roupa de andar em casa e uma camisola decente em dia de reunião no zoom.


2. Não levantar à mesma hora

"Assim consegues manter uma rotina e aproveitar melhor o tempo". Aproveitar o quê às 7 da manhã? Para ir correr? Se antes não ia porque haveria de ir agora? A minha definição de aproveitar melhor o tempo é dormir, portanto, se tenho de começar a trabalhar às 9, vou acordar às 8:50 como qualquer pessoa normal faria.

3. Trabalhar num sítio confortável

Concluí nestes meses que não há locais confortáveis em minha casa. Assim sendo, tirei partido do melhor que pude aproveitar e sentei-me no sofá repleta de mantas e com o computador em cima. Quem acha que temos de separar o espaço de trabalho e de lazer é que está errado.

4. Desligar o som do Zoom

Por todos os motivos. Porque alguém vai interromper, porque vais espirrar, porque vais bocejar, porque a porcaria do telefone fixo vai tocar. Desligar o microfone é uma ferramenta poderosa e ensina muita gente a ouvir mais do que falar.

5. Aproveitar os feriados

Não confio em ninguém que, não sendo obrigado, trabalha nos feriados. Ninguém. Se o dia é teu, aproveita para não trabalhar. Se o governo te dá mais dias porque é páscoa, aproveita-os todos. Há muitas séries para ver por aí.

6. Trabalhar

É capaz de ser simultaneamente a dica mais e menos interessante. Estar em casa faz com que seja bem mais fácil distrairmo-nos. Ora, se efetivamente estivermos a trabalhar, o tempo passa - surpreendam-se - bem mais depressa.

7. Ouvir música

Eu oiço constantemente a mesma coisa. No trabalho não tenho tendência a ouvir música. Estando em casa, claro que o faço (afinal, pago spotify para usufruir dele). Não tinha nada de novo para ouvir, por isso criei esse novo. Fui pesquisar novos artistas ou aproveitei para ouvir discografias inteiras.


8. Não comprem chocolates

De nada.

Questões que assolam a humanidade #27

questões que assolam a humanidade abril 25, 2020


Porque as caixas negras dos aviões são cor-de-laranja?

Preparados para mais um dose de dois parágrafos extremamente informativos sobre algo em que vocês nunca pensaram por ser demasiado estúpido? Cá vamos. Esta dúvida surgiu na minha cabeça ao ver (demasiados episódios de) Mayday: Desastres Aéreos já há uns bons anos. Sempre quis saber quem foram os estúpidos que decidiram dar o nome de "caixa negra" a esta parte do avião. Nem tudo está errado, aquilo é, efetivamente, uma caixa, mas nomeada por um daltónico.

Pois bem, o termo "black box" não é usado na aviação, é mais uma coisa da engenharia, mas começou a ser vulgarmente associado com aviões. Uma "black box" em engenharia é geralmente algo repleto de informação (que é o que estas caixas laranja são, no fundo). Pode ser esta a origem do nome. Pode, ou não. Ficamos na dúvida.

Auto-entrevista - versão quarentena

abril 21, 2020
Os mais atentos a este magnífico blogue saberão que estou a reciclar uma antiga ideia (que já era copiada) porque sou super criativa.

Cara Jessica, obrigada pelo tempo dispensado para esta entrevista. Há quanto tempo está de quarentena?

Claro, Jessica, o prazer é todo meu. Comecei a quarentena em 19 de março. É fazer as contas que eu sou de humanidades.

Sei que continua a trabalhar a partir de casa. Tem alguma dica para as pessoas que estão em teletrabalho?

Tenho... imensas. Hei-de escrever sobre isso mais à frente. A mais importante é: não se vistam como se fossem trabalhar. Estão em casa. Aproveitem isso para estarem confortáveis. Se tiverem reuniões vistam uma camisola apresentável e pronto.

Já fez pão caseiro?

Não. Primeiro porque nem gosto assim tanto de pão e depois porque a nível de coisas que nos fazem perder tempo desnecessariamente, prefiro escrever neste blogue.

E o exercício físico? Como foi fazer esta transição?

Olhe, foi surpreendentemente fácil. Passei de não fazer nada quando não havia covid para não fazer nada agora que há covid. O importante é manter as nossas rotinas.

O que está a achar da telescola?

Tenho estado a trabalhar. Estou curiosa para ver o Português Língua Não Materna do nível intermédio. Devo isso à professora que tão generosamente me revê os textos. Não fosse ela e estavam aqui coisas escritas como "fizes-te" ou "hádes".

Já pôs muitas séries em dia nesta quarentena?

Considero que sim. Tinha cerca de 120 episódios para ver e neste momento tenho 100. Estou num bom caminho para desistir de metade do que vejo a meio.

Como distingue os fins de semana dos dias de semana?

Durmo até ao meio dia.

O que acha das celebrações do 25 de abril?

Olhe, Jessica, não acho grande coisa. Tanto me faz. O que me aborrece é ser a um sábado.

Acha que o governo está a divulgar os números certos ou vamos todos falecer?

Acho as duas coisas. Acho que há mais casos do que os diagnosticados, mas, sendo assintomáticos, não fazem testes, mas também tenho bastantes certezas de que vamos todos falecer.

Já notou que não gosta que a tratem por você, mas aqui está a fazer exatamente isso?

Olhe, agora que menciona isso, já.

Para terminar, gostaria de deixar uma mensagem de esperança aos leitores deste espaço?

Claro que sim, não tenho é nenhuma.

Notas para futuras idas às compras de António Costa

politiquisses abril 14, 2020
Não sei se tiveram a oportunidade de ver o belíssimo vídeo divulgado pelo Correio da Manhã, esse pilar do bom jornalismo, do Primeiro Ministro a ir ao mercado comprar peixe. No vídeo vemos um pouco de tudo: o PM está na fila e o CM refere inclusive que ele toca com a mão no nariz. Não querendo duvidar da qualidade jornalística do CM, ele toca com o braço. Todas estas informações omitem a mais relevante: que peixe comprou António Costa?

Nem saberia que isto tinha acontecido se os revoltados do twitter não o tivessem mencionado. O título da notícia é: "António Costa apanhado em mercado de Lisboa só com uma luva e sem máscara.". Disseram os revoltados do twitter:

  • Sem máscara? 
  • Só uma luva?
  • Mas ele tinha alguma coisa que ir às compras?
  • Tem montes de empregados e assessores e não podia mandar lá alguém?
À medida que via os insultos, pareceu-me interessante fazer o exercício mental de inventar títulos semelhantes para futuros acontecimentos (porque suponho que em casa do António Costa um saco de peixe não dê para um mês inteiro) e respetivas críticas para poupar trabalho aos revoltados.


"António Costa apanhado em mercado de Lisboa só com luvas e sem máscara."

  • Com luvas? Depois mexe em todo o lado com as luvas, já se sabe como é.

"António Costa apanhado em mercado de Lisboa só com luvas e máscara."
  • Pois, não há máscaras para ninguém, mas o senhor primeiro ministro já tem as que quer. 
"António Costa envia empregado ao mercado de Lisboa."
  • Nem sabe dar o exemplo. Vergonhoso colocar outras pessoas em perigo. Deve achar que é mais que nós.
É um exercício engraçado, não é? Vá, agora vocês.

Coisas que, parecendo que não, também são notícia #2

Coisas que parecendo que não também são notícia abril 13, 2020
Preparados para mais uma dose de excelentes notícias? Cá vai:

"1. Praga de gafanhotos na Etiópia deixa um milhão de pessoas em emergência alimentar
 Mais de 200 mil hectares de plantações agrícolas foram destruídas pela praga de gafanhotos que afeta a Etiópia, deixando mais de um milhão de pessoas em situação de emergência alimentar, segundo as Nações Unidas."

Cá queixamo-nos de não poder ir diariamente às compras buscar fruta e legumes frescos. Escolhas.

"2.  OIM quer reinstalar 5.000 refugiados das ilhas gregas nos próximos meses
A Organização Internacional para as Migrações (OIM) anunciou hoje que quer reinstalar nos próximos meses cerca de 5.000 refugiados que vivem atualmente em campos sobrelotados nas ilhas gregas, reconhecendo, porém, que este número fica aquém das necessidades."

É distribuir pelas ilhas. Mykonos e Santorini devem estar vazias entre outubro e abril.

"3. Presumível espião dos EUA começou a ser julgado em Moscovo à porta fechada
 O Tribunal de Moscovo iniciou hoje o julgamento à porta fechada do cidadão norte-americano Paul Whelan, um ex-fuzileiro acusado de espionagem, crime que na Rússia é passível de 20 anos de prisão"

Prisão ou morte. Na Rússia nunca se sabe.

Notícias da Lusa

Coisas que, parecendo que não, também são notícia #1

Coisas que parecendo que não também são notícia abril 07, 2020
Fartos de ver telejornais nas últimas semanas? Fartos de abrir as redes sociais e só se falar em COVID-19? Fartos de ir a sites noticiosos e ver as mesmas notícias? Nada temam porque eu cheguei para vos salvar. Nesta rubrica trarei até vós notícias que não podiam ser dadas nas duas horas de telejornal. 


"1. Maior superlua de 2020 é hoje
A segunda e penúltima superlua do ano, e que tem a maior amplitude, ocorre hoje, quando o satélite natural da Terra, em fase de Lua cheia, parecer maior quando estiver próximo do horizonte."

Bora amigos, temos aqui bom conteúdo para as redes sociais que já ninguém quer ver os vossos pães caseiros.

"2.  Supremo Tribunal da Austrália anula sentença de cardeal condenado por pedofilia
O Supremo Tribunal da Austrália anulou hoje a sentença de seis anos de prisão imposta ao cardeal George Pell, ex-tesoureiro do Vaticano, por abuso sexual de dois menores nos anos 90."

Claro, já nem se justifica. Daqui a uns anos já têm Alzheimer e é como se não se tivesse passado nada.

"3. Blatter nega subornos na atribuição dos Mundiais de futebol
O antigo presidente da FIFA Sepp Blatter reafirmou hoje que não houve subornos nas atribuições dos Mundiais de futebol à Rússia (2018) e ao Qatar (2022), se bem que neste caso terá havido uma "intervenção política"."

Quem é que pensou que havia? Porque raios havia de haver subornos para o Mundial decorrer no inverno? Nunca me passou pela cabeça.

Notícias da Lusa

Os maiores clichés dos programas de conhecimento geral

abril 01, 2020
Sabem o que é que eu tenho visto nos últimos dias? O Joker. A minha mãe quer ver e eu, ao que parece, tenho de obedecer. Tenho notado que há coisas que TODOS os concorrentes fazem que me enervam solenemente, nomeadamente:

"Isto no sofá lá de casa é muito mais fácil"

É? A tua sabedoria varia consoante o local onde o teu rabo se senta? Só és sábio em sofás? Na cadeira da cozinha também notas diferença?

Explicar o porquê de escolherem a resposta óbvia

A pergunta é "qual é a capital de França?" e as opções de resposta são "Lisboa", "Paris", "Londres" e "Madrid". Resposta do concorrente: "bem, Lisboa é a capital portuguesa por isso não pode ser. Londres é em Inglaterra e Madrid é em Espanha. Por exclusão de partes, só pode ser Paris". A tentativa de mostrar sabedoria é de louvar. Toda a gente sabe isso, não precisas de explicar.

Usar os jokers todos à balda

Imaginem só estar a responder a uma pergunta e, não sabendo a resposta, usar três jokers para esta ser revelada. Se o concorrente responder aleatoriamente e estiver errado perde esses três jokers. Se por acaso responder acertadamente mantém os jokers. O que é que passa então na cabeça destes concorrentes para usarem três ajudas? O quê?

As piores séries para ver na quarentena

séries março 23, 2020
Depois de três meses (um pouco mais, vá) desaparecida porque não sei gerir o meu tempo, regresso com dicas verdadeiramente incríveis para esta quarentena. Toda a gente vos aconselha grandes séries para verem nestas semanas, mas eu venho fazer serviço público. Chegar aqui e mandar-vos ver Peaky Blinders já eu faço dia sim, dia também. Venho antes alertar-vos para séries que não devem ver.

Reuni para vocês várias séries cujos episódios são todos iguais, mas que ainda assim vocês vão ver se começarem. São séries que não fazem pensar e nem chegam a servir para distrair porque já todos sabemos o que vai acontecer. Os melhores exemplos das que vi são:

House: uma pessoa doente com um caso que nem parece muito interessante. O House chega, fala-lhe mal e fica com o caso. Entretanto as coisas vão complicando e o paciente está quase a morrer quando o House se lembra de uma coisa absurda que acaba por curar o paciente. Ninguém morria com aquele homem. Oito temporadas disto.

Criminal Minds: há um serial killer muita mau que mais ninguém consegue apanhar e eles chegam lá com perfis psicológicos. Só isto. Acabei na semana passada a 15.ª temporada. 

Anatomia de Grey: nunca vi, mas as séries de hospitais são todas iguais só que nesta, pelo que percebi, todos são um casal.

Person of Interest: um geek e o melhor gajo a nível de dar porrada e safar-se juntam-se e vão proteger pessoas a quem sabem que vão acontecer coisas más. O plot não é grande coisa e a série também não.

Bones: um agente do FBI (acho) que se junta a uma expert em ossos e só se assumem como casal ao fim de 300 temporadas. 

Mentalista: um gajo muita esperto que é conselheiro da polícia. Só isto. Quantas mais há neste mundo iguais a esta? Demasiadas para contar.

White Collar: um ladrão muita esperto que é conselheiro da polícia. Qualquer semelhança com a série mencionada previamente é pura coincidência.

Blacklist: um criminoso com bué connects que é conselheiro da polícia. Estão a perceber o padrão?

Excelentes ideias de presentes de natal

natal dezembro 19, 2019
Ainda às voltas para encontrar o presente certo a baixo preço para todos os amigos secretos? Tenho a solução para ti. Como sabes, o amigo secreto exige que compremos, para alguém que nem conhecemos muito bem, algo bastante genérico.

Compilei de seguida as coisas mais básicas que podes oferecer para não fugir à regra. Este é mais um artigo igual a todos os outros que encontramos na internet? É, mas eu não me dei ao trabalho de procurar fotos bonitas.

Cá vai:

  • Canecas
  • Livros
  • Mantas
  • Pantufas
  • Cachecóis
  • Conjuntos com gel de banho e creme
  • Velas
  • Chocolates
  • Garrafas de vinho

Vou dar algum destes presentes? Óbvio. Vou receber algum destes presentes? Ainda mais óbvio. Isto foi útil para quem está à procura de presentes de última hora? Tanto quanto todos os outros 974 publicados anualmente com as mesmas sugestões.