expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Mudasti!

É verdade. Quase um ano depois fartei-me do blogspot e mudei-me para o sapo. Não que faça uma diferença muito grande, mas mudei. Portanto a partir de agora podem encontrar-me aqui: http://istoepeanurs.blogs.sapo.pt/ (e já com um toque natalício).

domingo, 29 de novembro de 2015

30 Days TV Show Challenge - Dia 30

A morte mais triste - Andrea (Ghost Whisperer)


Esta foi uma das categorias mais fáceis. Porquê? Porque esta morte foi realmente difícil de aceitar. Não que a Andrea fosse a minha personagem preferida. Até gostava mais da Delia (que a veio "substituir"). O que tornou esta morte mais triste que as outras foi o facto de nós a continuarmos a ver no episódio como se nada se tivesse passado. Ela continuava a falar com a Melinda sobre a possibilidade de o irmão ter morrido numa queda de um avião e só percebemos que foi ela a morrer quando no final ela vê o irmão mas ele abraça a Melinda e não a Andrea. É aí que percebemos que, durante aquele tempo todo, vimos a Andrea como fantasma.


*The End*

sábado, 28 de novembro de 2015

30 Days TV Show Challenge - Dia 29

Actual obsessão - Quantico


É mesmo obsessiva. Quantico é, para mim, a melhor série deste ano. Talvez falte qualquer coisinha aos actores (pelo menos à maioria), mas a construção da história e dos episódios é muito bem pensada. Não passa um episódio sem que tenhamos uma surpresa. A história passa-se no presente com o recurso constante a analepses para contar como foi a passagem dos actuais agentes do FBI por Quantico. Actualmente temos a número da turma (é sempre assim) a tentar provar que não cometeu o maior atentado terrorista desde o 11 de setembro. E temos o Mark Pellegrino em modo vilão que é sempre uma mais valia. 

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

30 Days TV Show Challenge - Dia 28

Primeira obsessão por uma série - Sailor Moon



Eu vivia obcecada por isto. Não perdia um único episódio. Até sabia os movimentos exactos das transformações. 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

30 Days TV Show Challenge - Dia 27

Melhor pilot - Harper's Island


Harper's Island é de longe uma das melhores séries que já vi (e revi). A sinopse é bastante simples. Um conjunto de pessoas reune-se numa ilha para celebrar um casamento. Uma ilha que há alguns anos sofreu com vários assassinatos de uma assassino que se acredita estar morto. Aos poucos as pessoas começam a aparecer mortas. É um pouco como "As dez figuras negras" da Agatha Christie. O final é muito bom e, para mim que sou péssima a identificar assassinos, surpreendente. Mas a série conquistou-me desde o primeiro minuto com um pilot muito bom capaz de nos convencer de que tudo estava bem até que o pessoal começa todo a morrer. Vale a pena!



quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Jimenez, o craque!


Toda a gente sabe que o Jimenez é um grande avançado. Precisava era de tempo. Felizmente deram-lhe setembro, outubro e novembro para ele marcar três golos. Ainda bem que o contrataram. Um jogador cuja metade do passe custou 9 milhões de euros e que tem uma média de menos de 1 golo por mês dá sempre jeito. Daqui a muitos anos Jimenez vai falar deste jogo aos seus netos com a mesma luzinha no olhar com que o Cristante vai dizer "e foi naquele dia em que joguei 10 minutos com a camisola do Benfica".

Meter o Pizzi a extremo com o Carcela no banco é gozar com a nossa cara, não é Rui? É normal que ele fique sem comentários. Claro que agora é que nunca mais joga no Benfica.


Pior é meter o Talisca e tirar o Samaris. Não fosse o Samaris querer vencer o jogo e destoar dos restantes jogadores que no fim já andavam todos só a passar tempo dentro de campo. Por falar em Samaris, sabem quem é que faz um meio campo do caraças com ele? O Renato Sanches. Mas isso já todos sabíamos. A família benfiquista pediu que ele o pusesse a jogar e ele pôs. Agora que andamos todos a pedir que ele se despeça, espero que continue a cumprir o que nós pedimos.

30 Days TV Show Challenge - Dia 26

OMG WTF? season finale - Criminal Minds season 4


Falamos de um daqueles finais de temporada cliché em que uma das personagens supostamente é morta e milagrosamente regressa na temporada seguinte porque conseguiu recuperar de ferimentos que matavam qualquer outra pessoa. Neste caso falamos de Aaron Hotchner, líder da BAU e a minha personagem preferida da série.  No final da temporada quatro vemos um assassino que eles perseguiram há bem pouco tempo em sua casa e o fim do episódio resume-se a uma tela preta e o barulho de uma bala disparada. Nada de surpreendente, mas foi a primeira vez que se fez na série e podia realmente significar a saída de uma personagem. Felizmente não aconteceu e o assassino voltou à série para o episódio 100 que, para mim, foi o melhor da série até agora.


terça-feira, 24 de novembro de 2015

30 Days TV Show Challenge - Dia 25

Uma série que planeias assistir - Black Sails


Não sei bem porquê, mas as publicidades da série sempre me chamaram a atenção. Nunca comecei a ver talvez por já ver imensas séries mais "sombrias", mas há-de chegar o dia.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

30 Days TV Show Challenge - Dia 24

Melhor frase - "Não sou racista, odeio todos da mesma forma. Sou humanista"


No geral, tudo o que sai da boca do Mike Baxter (personagem principal de Last Man Standing) é acertado. Esta é especial porque tem tudo a ver comigo. Sim porque quem me conhece tem a mania de dizer que eu odeio toda a gente. Não sei onde é que foram buscar essa ideia...

domingo, 22 de novembro de 2015

Rui Derrota volta a fazer história

Muitos aclamam a mudança de táctica do Rui Derrota. De facto foi uma boa aposta. Agora até já marcamos golos ao Sporting e tudo. Daqui a 10 anos até vamos conseguir empatar e tudo. Com um golo de um puto da formação. Ou do Pizzi, que vai continuar a ter hipóteses no Benfica. A questão é: porque é que o Pizzi tem oportunidades e o Cristante e o Djuricic não as têm? Pior que isto são as substituições. "Epa agora é que vai ser, tiro o Pizzi e meto o André Almeida e eles até tremem", "Olhem aqui, tiro este gajo com ar de líder do Estado Islâmico e meto o Jimenez, agora até chovem golos" e "Vou tirar este puto para ele se preparar para a flash interview e meto o Jonas que está sempre impecável quando joga com o Jimenez". Isto tudo com o Carcela no banco! Porque é que se insiste em meter o Samaris a médio defensivo e não se mete a oito à frente do Fejsa? Porque o JJ o adaptou a seis?

Falando em Samaris, e porque já é normal falar nele, o que é que foi aquilo ontem? Deve achar que por ir chorar para uma flash interview lhe perdoamos tudo. Estava chateado? Também eu e o máximo que recebi foi uma repreensão dos meus pais por estar a gritar às 10 e tal da noite. Não fui expulsa de casa nem me desligaram a internet.


No fim do jogo vem o Rui Derrota falar de árbitros. E diz que o resultado devia ter sido diferente. Nisto estou de acordo com ele. O Sporting devia ter ganho por mais. Perdi 120 minutos de vida a ver este jogo que podia ter sido resolvido bem mais cedo. O problema foi ter jogado o Mitroglou de início. Se tivesse jogado o Jimenez o Benfica não tinha marcado nada e o jogo resolvia-se em 90 minutos. E se mais alguém me diz que o Jimenez é melhor que o Mitroglou, que é preciso paciência e que ele se esforça muito, é possível que comecem a receber respostas mais desagradáveis. Dizer que o Jimenez é bom jogador e vale 9 milhões é o mesmo que dizer que o Bruno Cortez é um craque.

O Gaitan foi para o hospital porque se apercebeu que a jogar assim nunca mais vai sair do Benfica. Ninguém quer um jogador que joga bem num jogo e tira férias durante um mês. Ou um jogador que é apelidado o melhor da equipa e, num momento em que podia tentar o golo, escolhe atirar-se para o chão e simular (mal) uma grande penalidade. Umas lições com o Falcão e isso resolvia-se!

A questão que se impõe é: quando é que acaba aquela cláusula que proíbe o Marco Silva de treinar o Benfica? É que a esta altura até o Quique Flores já servia. E o pior é que o Rui Derrota não se despede! Entretanto o Jesualdo despediu-se das arábias. Até ele servia!