"Os Maias" era leitura obrigatória?

15:11

As redes sociais são um local maravilhoso para descobrir coisas novas. Pensava eu, na minha ignorância, que 90% das pessoas não leram "Os Maias" no secundário. Das 10% que leram, 9% odiaram. Não sei se repararam mas estou a ser generosa nos arredondamentos. No momento em que se anuncia que a obra de Eça de Queiroz deixará de ser leitura obrigatória no secundário, as redes sociais provaram-me que estava errada. Parece que todas as pessoas leram "Os Maias" e agora estão revoltadíssimas (que é o sentimento predominante nas redes sociais) porque os miúdos não vão ser obrigados a ler uma obra cujo primeiro capítulo é passado a descrever uma janela. Poderão supor, pelo facto de eu saber isto, que eu li a obra. Errado. Tentei mas não consegui. Faço parte daquele grupo (ao que parece) minoritário que não se deu ao trabalho. 

O que eu sei sobre "Os Maias" é mais ou menos aquilo que está naquele resumo famosíssimo do Ricardo Araújo Pereira. Na altura tive de apresentar qualquer coisa na aula sobre um dos capítulos. Fui ouvindo as apresentações dos capítulos precedentes feitas pelos meus colegas e depois li o capítulo que tinha de apresentar. Correu tão bem que fiz o mesmo com o "Memorial do Convento". Ainda hoje, o que eu sei sobre o "Memorial do Convento" é que havia uma mulher chamada Belimunda que via o interior das pessoas e que havia uma pedra enorme que tinha de ser levada para o convento de Mafra. Ainda assim, acredito que me tinha safado melhor se tivesse saído Saramago no exame do 12.º em vez de Álvaro de Campos e Ricardo Reis.

Não sei se alguma vez pararam para pensar nisto, mas nós estudamos e idolatramos um homem que tinha problemas mentais sérios. Se Fernando Pessoa fosse vivo nos nossos dias, estaria internado num manicómio a escrever os seus poemas que de seguida acabariam no lixo porque nenhum dos funcionários ia ler aquilo e pensar "sim senhor, estes versos são uma bela ode às máquinas e já fazia falta qualquer coisa que dignificasse estas engenhocas". 

Ainda bem que ninguém lê este blogue, senão a maioria que leu "Os Maias" estaria neste momento a escrever comentários de ódio e a mandar-me indirectas relacionadas com a obra, provavelmente geniais, mas que eu não iria entender por nunca a ter lido.

P.S. tive boa nota a português ainda assim.

Relacionados

0 comentários